Revista PUB - Diálogos Interdisciplinares

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W

Dois novos poemas de Paul Marques Ivan


Sincretismo sobre azulejo - Paul Marques Ivan


Poema da demarcação religiosa


Quem lhes deu a propriedade de Deus?

Foi a figueira santa?

Foi a goiabeira?

Foi a copernicia prunifera (vulgo carnaúba, que era karana'iwa)?

Foi o baobá, foi?

– Excluo a macieira porque dela saímos do paraíso

e os senhores são donos das certezas, não são?

Mesmo daquelas refutadas cientificamente, certo?

Foi o dízimo?

Essa parte do negócio refeito

(você me dá sucesso que em troca devolvo o excesso).

Foi o colírio dos fantasmas pintados?

Que todos pensavam ser branco

Mas vocês alertaram: é o diabo de vermelho

Raiz e fim de todos os males do mundo.


PMI

12/01/2019


Nada sei tanto

Nada sei tanto

que me especialize

Nem de mim

que me aproximo

dia a dia

Tanto sei deles

o que a vista alcança

Comungamos o ar

esse espaço-tempo

essa sempre viva

torta

ou sempre morta

flor ou odor

pavor de medo

medo do pavor


PMI

12/01/19


Paul M. Ivan é poeta e advogado/SP. Do mesmo autor, na Revista PUB: Três poemas.

98 visualizações