Povos originários - De sua representação no Arcadismo ao advento do Socioambientalismo

Pensando no dia 19 de abril, a abertura do 6º episódio de "Narrativas do Antropoceno" aborda um assunto espinhoso: qual seria a forma "politicamente correta" para nos referirmos aos cidadãos indígenas, membros das comunidades tradicionais brasileiras? O que dizer do nome "índio", tão presente na música popular brasileira?


Ouça pelo Spotify

Ouça pelo Google Podcasts

Outras plataformas disponíveis


O episódio prossegue com uma análise do poema "O Uraguai", de Basílio da Gama. Marco fundante da literatura brasileira, este poema do período do arcadismo foi a primeira grande obra voltada à representação ficcional dos povos guaranis. Neste primeiro bloco, o prof. Guilherme Purvin conta com a participação do prof. Ricardo Antonio Lucas Camargo (UFRGS e PGE-RS).

Ouça pelo Spotify

Ouça pelo Google Podcasts

Outras plataformas disponíveis




A segunda metade do episódio consiste numa entrevista concedida pelo prof. Carlos Frederico Marés de Souza Filho (PUC-PR e PGE-PR), ex-presidente da FUNAI, a Guilherme Purvin, Sheila Pitombeira e Emanuel Fonseca Lima. Nela, Marés fala de sua trajetória política, acadêmica e profissional, do surgimento do socioambientalismo no Brasil, da importância da Antropologia para o Direito e das questões mais polêmicas envolvendo povos originários - demarcação de terras, autoidentificação etc. Devido à sua extensão, a entrevista foi dividida em blocos e terá prosseguimento no próximo episódio de Narrativas do Antropoceno.

Ouça pelo Spotify

Ouça pelo Google Podcasts

Outras plataformas disponíveis



Fontes consultadas:


162 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo